sexta, 20 de dezembro de 2019 - 21:42h
Com apoio da Agência Amapá Produtores Agroextrativista de Santana regulamentam Associação.
A documentação foi entregue na manhã desta sexta-feira no Ramal do Totóia, Zona Rural há 35 km de Macapá.
Por: Leidiane Lamarão
Foto: Leidiane Lamarão

Técnicos da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá, juntamente com representantes da Companhia Nacional de Abastecimento – CONAB e Instituto De Desenvolvimento Rural Do Amapá – RURAP estiveram na manhã desta sexta-feira, 20, na linha 3 do ramal do Totóia, no Assentamento do Anauerapucu, Zona Rural do Município de Santana, para fazer a entrega dos documentos que regulamentam a Associação de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais da Agricultura Familiar e do Extrativismo de Santana (ATTAFEX-SAN).

A orientação para a regulamentação da Associação surgiu através do pedido via ofício, feito pela comunidade à Agência Amapá. No documento, as 50 famílias da localidade, representadas pela atual Diretora-Presidente da Associação, Djanira Ferreira de Oliveira, pediram que o Governo do Estado os orientasse quanto ao processo de criação e regulamentação de uma associação para acessar recursos que lhe auxiliassem no fortalecimento e escoamento de suas produções.

Segundo a representante da Comunidade, Djanira Ferreira, os produtores buscaram essa alternativa para ter a garantia de um processo livre de vícios de associações anteriores.

“Nós só temos a agradecer ao Governo do Estado que através da Agência Amapá, disponibilizou técnicos que nos deram todas as orientações e inclusive nos oportunizaram o acesso a outros órgãos do governo do Estado e também federal como, RURAP, CONAB, dentre outros. Nós já estávamos cansados de sermos enganados, por não ter conhecimento” desabafou a assentada.

Com a Regulamentação da Associação, os produtores pleiteiam ter acesso a benefícios estaduais como  assistência técnica, insumos, crédito e fomento, subsídios, escoamento da produção, infraestrutura  (máquinas e equipamentos), limpeza e manutenção dos ramais, distribuição e comercialização da produção.  

Quanto aos benefícios federais, eles pleiteiam junto à reforma agrária  (INCRA) e demais órgãos, políticas públicas de regularização fundiária, Emissão de DAP (documento de aptidão ao Pronaf - que é a Carteira de Identidade do Trabalhador Rural), Construção da Sede da Associação, Aposentadoria Rural, bolsa verde, fomente mulher dentre outros benefícios.

Para o representante da unidade do Rurap em Santana, Elcimar Rodrigues é  “importante a iniciativa dos agricultores do Ramal do Totóia que iniciaram uma Associação do zero, que busca representatividade para dentro da comunidade. Sabemos das dificuldades que é buscar incentivos individualmente mas, todos organizados em Associação, demonstra a vontade da comunidade que se fortalece através da pessoa jurídica. Portanto, parabéns a todos” disse Rodrigues.

A superintendente da Conab no Amapá, Thallyta Resende Ribeiro também falou da importância do trabalho da Associação para beneficiar todos da comunidade.

“A orientação que trago para esses trabalhadores é com relação a manter a Associação trabalhando de forma correta para que todos possam ser beneficiados com acesso a créditos de fomento, melhorar o escoamento, dentre vários outros benefícios. Ou seja, se hoje existem Associações bloqueadas é porque a melhoria da comunidade não deve ter sido a prioridade. E qualquer agricultor que queira informação, fazer uma reclamação, uma denúncia ou algo parecido, procure a CONAB, estaremos de portas abertas e teremos o maior prazer em atender a todos. No mais, desejar sucesso ao trabalho da ATTAFEX-SAN” ressaltou Tallyta Ribeiro.

Para o técnico da Agência Amapá, Samuel Lima, oportunizar as pessoas, através dos serviços que o Governo oferece é gratificante.

“Mesmo com tudo o que temos feito, ainda não é o suficiente para que todos reconheçam os serviços que são ofertados pela Agência Amapá. Assim que o pedido feito pela comunidade de Anaurepucu chegou ao gabinete da Diretora-Presidente da Agência Amapá, Tania Maria, imediatamente ela nos disponibilizou como técnicos para atender a demanda da Comunidade. Pois o Papel da Agência é esse, é levar orientação técnica desde o pequeno produtor até grandes indústrias que queiram se desenvolver e fomentar a geração de emprego e renda no Estado. Os produtores solicitaram e nós prontamente atendemos. Assim, expandimos o convite a todos que queiram empreender no Estado, mas ainda tem dúvidas de como fazer, que busque a Agência Amapá. Lá iremos receber e dar o devido apoio técnico” garantiu Samuel Lima.

 Na oportunidade, Alan Barreto que também é técnico da Agência Amapá apresentou o Selo de origem- Selo Amapá, que é mais um benefício a ser conquistado pela comunidade, para valorizar sua produção e comercialização no comércio amapaense. 

IMAGENS RELACIONADAS
  • Associação Anaueracupucu
  • Associação Anaueracupucu
  • Associação Anaueracupucu
  • Associação Anaueracupucu
NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

AP - Agência Amapá
Av. Cônego Domingos Maltês, 916, Trem CEP 68901-050 – Macapá / AP – Brasil (96) 98414-1005 - (96) 2101-5800 - gabinete@ageamapa.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2020 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá