sábado, 30 de junho de 2018 - 10:40h
Delegação francesa oferece oportunidade para amapaenses trabalharem na Guiana
Instituição equivalente ao Sine, no Brasil, cadastra desempregados em diversas áreas; ideia é estabelecer intercâmbio profissional começando pelo Amapá.
Por: Leidiane Lamarão
Foto: Leidiane Lamarão

A Delegação Acadêmica de Relações Europeias, Internacionais e da Cooperação (DAREIC), formada por membros do Ministério da Educação Francesa e do Pôle Emploi da Guiana Francesa veio ao Amapá, para tratar com o governo do estado, a possibilidade da assinatura de um convênio de intercâmbio entre o Pôle Emploi da Guiana Francesa e o Sistema Nacional de Empregos no Amapá (Sine/AP), para desenvolver ações de capacitação profissional que potencialize o mercado de trabalho nas cidades fronteiriças.

A comitiva foi recepcionada pela Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (Agência Amapá), instituição responsável pelas relações internacionais no Estado. O órgão intermediou as tratativas da delegação francesa com os órgãos estaduais como Secretaria de Estado do Trabalho e emprego (Sete), Secretaria de Estado da Educação (Seed) e com o Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas Empresas (Sebrae/AP).

Durante o encontro, foram tratados assuntos como o potencial do mercado de trabalho brasileiro, funcionamento do Sine/AP, formação profissional, emprego direto e o interesse brasileiro em fazer cooperação entre Amapá e França através do Pôle Emploi.

O Pôle Emploi é uma instituição que cadastra e capacita trabalhadores desempregados nas mais diversas áreas na Guiana Francesa e, por meio do programa Erasmus, garante intercâmbio de estágios de três ou seis meses para quem estiver fora do mercado de trabalho, atuar em outros países com os quais tem convênio. Com o Brasil, ainda não existe esta relação. A ideia é que deva iniciar em breve pelo Amapá.

Através da assinatura do convênio, os trabalhadores que receberem capacitação profissional na Guina Francesa poderão fazer intercâmbio para estagiar por três ou seis meses, em empresas ou instituições no Amapá. Da mesma forma, o Sine/AP também poderá enviar amapaenses capacitados, para trabalharem na Guiana Francesa. Um dos critérios para que os amapaenses possam fazer o intercâmbio é saber falar o idioma do país onde irá estagiar. Pois o objetivo é ofertar profissionais capacitados para o mercado.

O diretor Regional do Pôle Emploi, Stephane Bailly, disse que o programa abre muitas oportunidades para pessoas desempregadas se reinserirem no mercado de trabalho. “E como ainda não temos relação de intercâmbio com o Brasil, acho muito importante começar pelo Amapá, pois acredito haver muitas oportunidades”, complementou Bailly.

O diretor-presidente da Agência Amapá, em exercício, Joselito Abrantes, sugeriu que o assunto seja pauta para a assinatura de um acordo de cooperação, na próxima reunião da Comissão Mista Transfronteiriça.

“O projeto é muito importante para essa relação de fronteira que temos com a Guiana Francesa. Penso que o Governo do Amapá deva apreciar a proposta e dar todo apoio necessário para que o mercado de trabalho se fortaleça de ambos os lados. Por isso que a assinatura de um acordo de cooperação é de grande representatividade para todos”, destacou o representante da Agência Amapá.

Ao final do encontro, Abrantes apresentou à comitiva guianense, os trabalhos desenvolvidos pela Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá, para fortalecer as potencialidades locais e atrair novos investimentos para o Estado.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

AP - Agência Amapá
Av. Cônego Domingos Maltês, 916, Trem CEP 68901-050 – Macapá / AP – Brasil (96) 98414-1005 - (96) 2101-5800 - gabinete@ageamapa.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2018 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá